3 meses atrás

‘Amor de Mãe’ deve voltar ao ar em agosto

Por José Miguel Toledo

A Globo trabalha com a ideia de voltar a exibir a novela de “Amor de Mãe” em agosto. Nos bastidores da emissora, uma ideia é clara: as tramas inéditas precisarão de uma frente ampla de capítulos novos gravados para poderem ir ao ar.

E a novela de Manuela Dias deverá retomar suas gravações em julho. Os atores foram orientados, inclusive, a não mudarem de visual. Tudo dependerá do avanço do controle da pandemia de covid-19 no Brasil, sobretudo no Rio de Janeiro.

A alta cúpula de direção artística da Globo acredita que o pico da proliferação da doença se dará entre o final de abril e começo de maio, e a quarentena deverá começar a ser afrouxada à partir de junho. Em todo caso, os cuidados com a equipe serão redobrados.

O controle da temperatura dos estúdios já é discutido, bem como soluções criativas para que os autores não invistam em beijos e contatos muito íntimos entre os atores.

Os autores seguem escrevendo os capítulos das novelas, mas em ritmo menos frenético do que antes. “Amor de Mãe” será a primeira a voltar ao ar, já que a Globo planeja encerrar a história de Lurdes (Regina Casé) no máximo até a primeira semana de novembro, de modo a não prejudicar a estreia da próxima trama das 21h, “Um Lugar ao Sol”, de Lícia Manzo.

Outra certeza é que “Salve-se Quem Puder” ficará no ar até 2021, quando deverá ter início “A Morte Pode Esperar”, de Mauro Wilson. “Nos Tempos do Imperador” começará em 2020. Sua sucessora será “Além da Ilusão”, de Alessandra Poggi.

Pouco se sabe sobre a próxima temporada inédita de “Malhação”. As edições dos capítulos das atuais reprises demonstram que a Globo está tendo cautela para que as novelas fiquem no ar o tempo que forem necessárias: “Fina Estampa”, a ocupante do horário das 21h, caminha para chegar ao fim em agosto mesmo.

A trama de Aguinaldo Silva vem registrando índices de audiência até mesmo superiores aos de “Amor de Mãe”, mas há de se levar em consideração que a reprise vem sendo beneficiada pela quarentena, já que as pessoas estão evitando sair de casa, e pelo bom desempenho do “Jornal Nacional” e da reta final do “Big Brother Brasil”.