Entre em contato

Audiências

Globo explode na audiência com todas as novelas nesta segunda-feira

Publicado

em

Com a exibição do grande clímax da trama – a cena em que Maria da Paz (Juliana Paes) descobre o caso amoroso de Jô e Régis (Agatha Moreira e Reynaldo Gianecchini) -, “A Dona do Pedaço” bombou nesta segunda-feira (19). O capítulo cravou o recorde de audiência da novela até aqui, registrando 44 pontos na Grande São Paulo.

Publicidade

Não foi só isso. O índice alcançado por “A Dona do Pedaço” superou todos os episódios de suas duas antecessoras, “O Sétimo Guardião” e “Segundo Sol“, que chegaram no máximo a 35 e 42 pontos, respectivamente. O horário não reunia tanto público diante da telinha desde o final de “O Outro Lado do Paraíso“, em 10 de maio do ano passado, que anotou 48 pontos.

A segunda-feira, na verdade, foi explosiva para todas as novelas da Globo. Todas registraram os seus melhores desempenhos.

Cartaz do “Vale a Pena Ver de Novo”, “Por Amor” marcou 22 pontos, o melhor número desde julho de 2017, quando a sessão reprisava “Senhora do Destino“.

Coladinha, “Malhação” conseguiu segurar os índices da trama de Manoel Carlos e fechou com os mesmos 22.

Órfãos da Terra“, na sequência, emplacou 26 pontos, o melhor índice de uma novela das seis desde o último capítulo de “Tempo de Amar“, em 19 de março de 2018. Portanto, bateu “Orgulho e Paixão” e “Espelho da Vida“, suas antecessoras, de ponta a ponta.

E completando a festa, “Bom Sucesso” sambou com 35,5 pontos, marca que não se via desde o encerramento de “Pega Pega“, em 8 de janeiro do ano passado. A novela de Rosane Svartman e Paulo Halm, aliás, vem honrando o título: fechou sua terceira semana de exibição com uma média geral de 30 pontos.

Publicidade

Leia também:
Veja a cena: Maria da Paz dá flagrante em Jô e Régis

Veja o Resumo dos Capítulos

Publicidade
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Audiências

‘O Cravo e a Rosa’ se torna a novela mais assistida da história do Viva

Publicado

em

O Viva, canal criado para revirar o baú de produções da Globo, comemora em 2020 sua primeira década de existência, com motivos de sobra para celebrar. Atualmente, por exemplo, tem conseguido chegar à vice-liderança dentre todos os canais da TV a cabo.

O carro-chefe do Viva é, sem dúvidas, a dramaturgia. Da atual trinca de novelas, o destaque é “O Cravo e a Rosa”, de Walcyr Carrasco e Mário Teixeira, no ar em seu principal horário, 23h, há cinco meses.

Publicidade

A comédia romântica, em sua quarta exibição, alcançou o feito de ser a novela mais assistida da história do canal, superando clássicos como “Por Amor”, “A Indomada” e “Pai Herói”. A história de Catarina (Adriana Esteves) e Petruchio (Eduardo Moscovis) dará lugar – e a responsabilidade de não deixar a peteca cair – a “O Clone”, de Glória Perez, que volta ao ar em 9 de dezembro.

De forte apelo popular e fácil compreensão, as tramas de Carrasco costumam ser sinônimo de alta audiência. Atualmente em cartaz no horário nobre global com “A Dona do Pedaço”, o autor vem conseguindo emplacar mais um êxito em seu bem-sucedido currículo.

Novidades para 2020

O Viva divulgou sua próxima safra de novelas, que celebrarão os 10 anos de existência do canal. Se nada mudar, no lugar de “O Clone”, deve entrar “Mulheres Apaixonadas”, em agosto do ano que vem. No lugar de “Cabocla”, às vias de estrear, deve vir “Chocolate com Pimenta”, em abril. E sucedendo “Selva de Pedra”, a versão original de “Ti Ti Ti”, em fevereiro.

Continuar Lendo
Publicidade

Trending