3 meses atrás

Reprise de ‘Novo Mundo’ fracassa e fica atrás de ‘Avenida Brasil’

Por José Miguel Toledo

A Globo respira aliviada com os índices das reprises improvisadas de “Fina Estampa” às 21h e “Totalmente Demais” às 19h.

Enquanto no horário nobre, a saga de Griselda (Lília Cabral) registra a mesma audiência que os últimos capítulos da primeira fase de “Amor de Mãe” – e está, proporcionalmente, com uma média superior à da trama de Manuela Dias -, a história de Eliza (Marina Ruy Barbosa) também orbita em torno dos 25 e 26 pontos.

O problema está no horário das 18h. “Novo Mundo” não só derrubou os altos índices que “Éramos Seis” ostentava em sua reta final, como não consegue segurar os bons números que recebe de “Avenida Brasil” e “Malhação Toda Forma de Amar”. A novela de época recebe acima dos 20 pontos e derruba para 18.

O problema é grave, já que “Novo Mundo” era uma aposta considerada segura, já que foi uma das novelas das 18h mais assistidas e bem recebidas da década. Em 2017, a história de Dom Pedro I (Caio Castro) cravou 24 pontos de média geral – 4 a mais do que “Éramos Seis”.

Existe uma preocupação em torno da “segunda temporada” de Novo Mundo que a substituirá, “Nos Tempos do Imperador”. Se o público de hoje já não está tão interessado assim pela mescla de história do Brasil com romances ficcionais, é possível que a produção inédita que dá continuidade à trama de 2017 também não agrade.