| 2 semanas atrás

‘Éramos Seis’: Emília sofre com solidão ao ser desprezada pelas duas filhas

Emília (Susana Vieira) começará a sentir na pele os efeitos de sua prepotência nos próximos capítulos de “Éramos Seis”.

Ela, não suportando mais as crises da filha com problemas mentais, Justina (Júlia Stockler), enviou a jovem para uma temporada em Itapetininga. Mas ao decidir tentar contato por telefone com a herdeira, será desprezada.

Justina falará ao telefone com Higino (Thiago Justino), que afirmará ter saudades dela. Em seguida, ele decidirá passar o telefone para Emília, mas ao ouvir o nome da mãe, a moça desligará o telefone. Nem mesmo Zeca (Eduardo Sterblitch) convencerá Justina a conversar com a mãe tirana.

Furiosa, Emília humilhará a própria família.

“Eu mandei instalar o telefone aí para falar com minha filha. Não para servir de parlatório para sua família. Portanto, se esforce para que Justina me atenda da próxima vez”, bradará a milionária.

Mais tarde, Adelaide (Joana de Verona) chegará ao Brasil após anos estudando na Europa. Com ideias liberais, a moça desdenhará da mãe, com quem não tem mais contato há anos. Emília criticará a filha por estar usando uma calça.

“Ainda me parece estranho que uma moça use roupa de homem. Acho bom não sair por aí assim, vai ser um escândalo. Francamente, estou estranhando muito o seu jeito”, alfinetará a madame.

“Não é um jeito, sou eu. Eu sou assim. Você não sabe por que, depois de tantos anos separadas, mãe e filha se tornaram como que estranhas. Aliás, mãe, filha e irmã. Onde está Justina? Ainda não apareceu para me ver”, rebaterá Adelaide.

Emília explicará que Justina está no interior porque não sabe reagir bem a novidades, e pedirá que a filha recém-chegada do exterior fique com ela para que elas se aproximem novamente, mas a ex-estudante dará um fora na mãe.

“Agora vou ver São Paulo. Essa cidade deve ter surpresas melhores para mim”, decretará Adelaide.