2 meses atrás

‘Mulheres de Areia’: 27 anos da história das gêmeas e rivais

Por José Miguel Toledo

Uma cruel semelhança. É esta frase que resume a história das irmãs Ruth e Raquel (Glória Pires), protagonistas de “Mulheres de Areia” (1993). A novela, de Ivani Ribeiro e sob direção de Wolf Maya.

A trama, que estreou em 1º de fevereiro daquele ano, era um remake de uma novela homônima e da mesma autora, exibida em 1973 na TV Tupi. O papel principal original coube a Eva Wilma.

“Mulheres de Areia” foi, certamente, o maior sucesso da história do horário até hoje. Tanto em audiência, quanto em repercussão, a trama praiana das irmãs gêmeas de personalidades opostas ganhou o Brasil, com uma narrativa simples e envolvente.

História

Marcos Frota foi um dos principais personagens da novela. Foto: Divulgação.

A novela traz a saga de Ruth e Raquel. Gêmeas, elas confudem toda a cidade litorânea de Pontal D’Areia. No entanto, enquanto a professora Ruth é doce e generosa, Raquel é ambiciosa e manipuladora.

Ruth se apaixona pelo rico empresário Marcos Assunção (Guilherme Fontes), mas os dois são separados pelas tramoias de Raquel. O pai de Marcos é o arrogante e autoritário Virgílio (Raul Cortez), que não quer ver o filho casado com uma caiçara como Ruth, e percebendo o mau-caratismo de Raquel, oferece dinheiro a esta para que ela destrua a felicidade da irmã.

Se fazendo passar por Ruth, Raquel arruina o namoro da mocinha com Marcos e consegue fisgar o playboy, com quem se casa, interessada em sua fortuna, para horror de Virgílio. Porém, Raquel mantém um caso com o malandro Vanderlei (Paulo Betti).

A trama sofre uma reviravolta com um acidente de barco que faz Raquel desaparecer. Ruth, no entanto, é encontrada na praia com uma aliança no dedo. Todos a confundem com sua irmã gêmea. A mocinha, então, decide manter a farsa, como forma de ficar ao lado de Marcos. Mas o que Ruth não sabe é que Raquel está viva e traçando uma terrível vingança contra ela.

O grande destaque da novela foi o deficiente mental Tonho da Lua (Marcos Frota), famoso na cidade por esculpir mulheres nas areias das praias. Da Lua é protegido por Ruth, a quem ama platonicamente, e perseguido por Raquel, que o inferniza e destrói suas esculturas.

Malu e Alaor viveram romance inesquecível. Foto: Divulgação.

Também marcou a novela o romance de tapas e beijos entre a rebelde Malu (Vivianne Pasmanter), irmã de Marcos que não se dava bem com o pai, e Alaor (Humberto Martins), peão chucro que decide domar a fera. Destaque para as atuações de veteranos como Laura Cardoso, como a contraditória Isaura, mãe das gêmeas que não esconde sua predileção pela maldosa Raquel, e Paulo Goulart, o asqueroso Donato, padrasto de Da Lua que assediava a enteada.

“Mulheres de Areia” foi reexibida em 1996 e em 2011 na Globo e em 2015 no Canal Viva, sempre repetindo o grande sucesso.