Entre em contato

Famosos

José Mayer nega estar doente e fala sobre seu futuro

Publicado

em

Afastado da televisão desde que foi demitido da Globo, há oito meses, José Mayer revelou quais rumos pretende tomar daqui para frente. Ao programa “A Tarde É Sua“, da RedeTV!, o ator, que em outubro completará 70 anos, afirmou:

“Já trabalhei demais e agora só quero vida mansa.”

Publicidade

Em meio a boatos de que esteja se despedindo da TV por conta de uma doença grave e misteriosa, Mayer negou que a decisão tenha sido tomada com por esse motivo, segundo ele, falso:

“Diga a todos que se preocupam comigo que essa eterna ‘fake news’ sobre minha doença já está ficando chata. […] Estou ótimo, vivendo com as pessoas que amo e, graças a Deus, super saudável.”

José Mayer trabalhou por 35 anos na dramaturgia da Globo, tendo feito mais de 20 novelas, além de participações em séries e minisséries. Seu último trabalho foi em “A Lei do Amor” (2016/17), onde deu vida ao vilão Tião Bezerra.

Foi justamente nos bastidores da novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari que eclodiu a polêmica que levou o ator a ser afastado do vídeo e, posteriormente, demitido da emissora.

Em abril de 2017, a figurinista Susllem Tonani acusou Mayer de assédio sexual. Num longo texto publicado no jornal Folha de S.Paulo, a funcionária da Globo, de 28 anos, narrou diversos episódios em que teria sido constrangida pelo colega de trabalho.

Num primeiro momento, o ator negou as acusações, mas, dias depois, enviou uma carta aberta à imprensa onde confirmou o relato da profissional.

“Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço”, escreveu ele.

A atriz Regina Duarte, em recente entrevista ao “TV Fama“, também da RedeTV!, foi instigada a comentar o caso. Saindo em defesa do ator, com quem contracenou nas novelas “História de Amor” (1995) e “Páginas da Vida” (2006), a veterana disparou:

“Aquilo foi uma covardia, uma canalhice, um absurdo!”

Publicidade

Leia também:
Bruna Marquezine renova contrato, mas leva bronca da Globo

Veja o Resumo dos Capítulos

Publicidade
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Famosos

Maria Zilda Bethlem fala sobre fama: ‘Comi todo mundo’

Publicado

em

Por

Uma das mulheres mais desejadas de sua geração, Maria Zilda Bethlem falou sobre a fama, relacionamentos e sua carreira ao blog do jornalista Paulo Sampaio. Entre tantos assuntos, a atriz, ícone dos anos 80, comentou com bom humor que nunca viu problema em ser atraente, o que lhe rendeu o rótulo de símbolo sexual:

“Imagine, eu aproveitava! Exercitei muito minha sedução. Comi todo mundo no Rio, em São Paulo, Nova York e Paris.”

Às gargalhadas, relembrou:

“Passava a régua! Eu olhava e dizia: Você!”

Publicidade

Apesar de todas as aventuras, Maria Zilda contou que a vida lhe deu relacionamentos marcantes e dois filhos muito amados – Rodrigo e Rafael. O primeiro com um engenheiro, o segundo com o diretor Roberto Talma. O último casamento foi com a arquiteta Ana Kalil, 20 anos mais nova, com quem ficou oito anos.

“As mulheres se compreendem melhor. O relacionamento de mulher com mulher, depois de uma certa idade, é muito menos sexual do que do homem com a mulher.”

Maria Zilda ao lado de Ana Kalil. Foto: Reprodução

Solteira, a atriz afirmou que não sentiu interesse por mais ninguém desde o fim da relação com Ana:

“Quando eu olho para uma pessoa, é como se estivesse olhando para um vaso, um abajur, uma poltrona.”

Perto de comemorar seus 66 anos, Maria Zilda disse que, até hoje, só fez cirurgia estética nas pálpebras.

“Penso que o rosto tem de guardar um pouco da nossa história. Tristezas, alegrias, gargalhadas.”

E garantiu que jamais sofreu crise de idade. Entretanto, se queixou da falta de papéis para atores mais velhos:

“Não tem mais avó em novela. Atrizes de 20, 30 anos já se enchem de botox, ficam deformadas, você não as reconhece. E eu não vejo compromisso dessa geração com o ofício de atuar.

Completou:

Muitos não estão minimamente preocupados com o personagem, querem apenas aparecer na TV. Você dá R$ 5 mil, uma cocada e uma mariola, e eles topam fazer.”

Publicidade

Por essas e outras, Maria Zilda Bethlem resolveu não participar mais de novelas.

“Quando fiz ‘Êta Mundo Bom!’, em 2016, decidi que foi a última. Pensei: ‘Não é possível que eu tenha vindo ao mundo nessa encarnação só para fazer novela’.”

Maria Zilda na capa da trilha nacional de “Hipertensão”, de 1986. Foto: Som Livre

Atualmente, Bethlem pode ser vista na série “Pico da Neblina“, da HBO, onde vive a mãe de um traficante. Já na TV aberta, nas tardes Globo, a veterana aparece na reprise de “Por Amor“, sua última novela das oito.

Continuar Lendo
Publicidade

Trending