| 2 meses atrás

Eduarda arma barraco com Flávia: ‘Traidora! Sem-vergonha!’

Por Redação

E lá vamos nós para mais um barraco daqueles em “Por Amor“. Dessa vez, Eduarda (Gabriela Duarte) e Flávia (Maria Zilda Bethlem) é que vão se digladiar, em cena a ser exibida nesta sexta-feira (23) ou, dependendo da edição, segunda (26).

[do_widget id = mvp_ad_widget-5]

O motivo da briga será o envolvimento amoroso entre Flávia e Atílio (Antonio Fagundes), que vem rolando desde que o garanhão abandonou Helena (Regina Duarte). Eduarda vai comprar as dores da mãe e partirá para o ataque assim que encontrar a ‘muy amiga’ no estúdio de decoração.

“Traidora! Sem-vergonha!”

Flávia reagirá:

“Que falta de respeito é essa, Eduarda? Você tá brincando?”

Eduarda se exaltará:

“Quer que eu seja mais clara ainda? Sem-vergonha, cínica, sem caráter, traidora… Vou dar na sua cara.”

Com ódio, a jovem avançará contra a loira, mas será barrada:

“Eu acho bom você sair. Eu tô começando a me aborrecer com essa sua crise de filhinha ultrajada.”

A filha de Helena continuará:

“Você não presta, Flávia.”

Ainda sem levar as ofensas a sério, a decoradora argumentará que o assunto é da competência de Helena, e não da filha. Eduarda, então, a pegará pelos ombros, mas ouvirá:

“Você não me conhece. Eu fiz curso de defesa pessoal, posso bater até em homem se eu quiser. Eu sei muito bem me defender de pessoas agressivas como você. Eu acho melhor você cair fora pra não sair machucada. Eu detestaria ter que te dar umas palmadas.”

A jovem não se intimidará:

“Você pensa que eu tenho medo de você? Sai daí de trás desse sofá pra ver se não leva umas boas bofetadas nessa sua cara sem-vergonha.”

[do_widget id = mvp_ad_widget-5]

Flávia dirá que não está preocupada com julgamentos e perguntará se Eduarda está furiosa por causa de Atílio. Ela, porém, afirmará aos berros que quer que ele se dane e vá pro inferno, pois sua única preocupação é a mãe.

A decoradora se defenderá, dizendo que não tem nada a ver com a separação de Atílio e Helena e frisando que o romance só aconteceu depois que ele saiu de casa. Eduarda, então, retrucará:

“Não podia ter acontecido nunca!”

Flávia argumentará:

“Um homem que se separa da sua mãe fica marcando, tá condenado a viver na eterna solidão porque um dia viveu com ela?”

A personagem de Gabriela Duarte vai afirmar:

“Com você não podia. Com a amiga, a confidente, a admiradora, a sócia…”

A loira rebaterá:

“E ainda sou tudo isso, a não ser que ela não queira.”

Nesse momento, Eduarda perderá as estribeiras e encherá o rosto de Flávia com um tapão, fazendo-a cair do outro lado do sofá:

“Cínica!”

A briga ficará séria de vez. Aninha (Babi Xavier) chegará para acalmar os ânimos, mas pouco poderá evitar. Eduarda e Flávia continuarão trocando desaforos e falando verdades uma na cara da outra, com direito a novas tentativas de agressão.

[do_widget id = mvp_ad_widget-5]

Por fim, a jovem irá embora se dizendo enojada. A personagem de Maria Zilda encerrará o embate:

“É por isso que eu não gosto de brigar com crianças: elas sujam a gente.”