Entre em contato

Novidades

Record define casal protagonista de ‘Amor Sem Igual’

Publicado

em

A Record divulgou: Day Mesquita, 33, e Rafael Sardão, 38, viverão o casal protagonista de “Amor Sem Igual“, novela que substituirá “Topíssima” – ambas escritas por Cristiane Fridman e dirigidas por Rudi Lagemann.

Publicidade

Após se destacar como Maria Madalena em “Jesus” (2018), Day Mesquita viverá Angélica, uma garota de programa que, em serviço, atende pelo nome de Poderosa. A mocinha já trabalhou como manicure e atendente de lanchonete, mas abandonou tudo para ser uma profissional do sexo.

Angélica conhecerá o verdadeiro amor nos braços de Miguel, personagem de Rafael Sardão, um árduo trabalhador que vive da agricultura. Forte e bonito, o mocinho é dono de um box no Mercado Municipal de São Paulo.

Sardão e Day em ‘Jezabel’ e ‘Jesus’. Foto: Instagram

Sardão já tem um vasto histórico de trabalhos prestados à Record desde 2011, sendo o general Hannibal, de “Jezabel” (2019), o seu mais recente papel. Com “Amor Sem Igual”, porém, ele conquista seu primeiro protagonista.

Atriz há 12 anos, Day Mesquita tem no currículo participações em novelas da Globo, SBT e Band. Foi um dos principais nomes de “Dance, Dance, Dance” (2007) e “Vende-se Um Véu de Noiva” (2009). Está na Record desde 2014.

O elenco de “Amor Sem Igual” ainda não está fechado, mas, até aqui, já se pode listar: Françoise Fourton, Selma Egrei, Anna Lima, Ernani Moraes, Giuseppe Oristânio e Angelina Muniz. A estreia deve ficar para janeiro de 2020.

Leia também:
Viva reprisará ‘Cabocla’ a partir de outubro

Veja o Resumo dos Capítulos

Publicidade
Clique para Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Novidades

‘Avenida Brasil’ é o próximo cartaz do ‘Vale a Pena Ver de Novo’

Publicado

em

“Avenida Brasil” será a próxima novela do “Vale a Pena Ver de Novo”, substituindo Por Amor. A estreia acontecerá em outubro, mas ainda não há uma data cravada. A informação é do colunista Flávio Ricco, do UOL, e já foi confirmada pela Globo.

Publicidade

Ao que tudo indica, a emissora havia decidido reapresentar “Êta Mundo Bom!”, tendo chegado até mesmo a gravar chamadas com o protagonista Sérgio Guizé, mas a ideia foi descartada. Os motivos oficiais da desistência pela trama de Walcyr Carrasco ainda não foram divulgados, mas ao que tudo indica, a Globo ficou preocupada com a rejeição praticamente unânime nas redes sociais pela decisão. Os internautas até gostam da novela, mas se queixaram por ela ser muito recente (foi exibida em 2016).

“Avenida Brasil” é uma escolha segura e acertada para a missão de manter em alta a audiência de “Por Amor”, que orbita em torno dos 17 pontos. Como planeja reestruturar sua grade vespertina com o fim da trama de Manoel Carlos, a Globo precisa de uma novela popular para que não haja fuga de público.

Escrita por João Emanuel Carneiro, “Avenida Brasil” foi exibida no horário nobre entre março e outubro de 2012, em 179 capítulos e se tornou simplesmente um fenômeno. Com altos índices de audiência (39 de média geral) e repercussão fora de série, o folhetim é, seguramente, a novela mais popular desta década, e também a mais comercializada da história da emissora.

Vingança! Nina corta os cabelos de Carminha à força em uma das sequências da trama . Foto: Reprodução/Globo

A próxima atração do “Vale a Pena Ver de Novo” narra a história de Nina (Débora Falabella), uma jovem em busca de justiça. Quando criança, se chamava Rita (Mel Maia), mas viu seu pai morrer nas mãos de sua madrasta, a perversa Carminha (Adriana Esteves), que roubou sua herança e a abandonou em um lixão. Em seguida, a vilã deu o golpe do baú no rico e boa-praça jogador de futebol Jorge Tufão (Murilo Benício), colocando o amante e comparsa Max (Marcello Novaes) para dentro da casa do marido.

Decidida a destruir Carminha, Nina se infiltra em sua casa como sua cozinheira, e inicia um mirabolante plano de vingança. Em sua saga, a heroína ganha ares de vilã, torturando e humilhando a rival. Mas o romance não pode ficar de fora, e Nina fica dividida entre seu desejo de fazer justiça e seu amor de infância com Jorginho (Cauã Reymond), filho de Carminha e Max, criado como adotivo pela megera e por Tufão.

Isis Valverde como Suelen. Foto: Divulgação/Globo

Apesar da história densa e com cenas fortes, a novela também foi recheada de personagens bem-humorados, no situado bairro Divino, no subúrbio carioca. Dentre eles, merecem destaque os pais de Tufão, Muricy e Leleco (Eliane Giardini e Marcos Caruso), a empregada puxa-saco Zezé (Cacau Protásio), o milionário mulherengo Cadinho (Alexandre Borges) e a periguete Suelen (Isis Valverde).

Com forte apelo popular, “Avenida Brasil” foi indicada ao Emmy Internacional e retratou a chamada ascensão da nova classe média, na época em que foi exibida.

Leia também:
Saiba quais são as novelas da próxima trinca do Viva

Continuar Lendo
Publicidade

Trending