| 1 ano atrás

Relembre 10 temas marcantes de Marisa Monte nas novelas

Por Esdras Bailone

A cantora Marisa Monte fez aniversário no último domingo (01). Para comemorar do jeito que a gente gosta, nada melhor do que ranquear os temas mais marcantes de seu repertório musical que já entraram em trilhas de novela.

Artista excepcional, de voz doce e inconfundível, revelada no final da década de 80, Marisa, que completou 51 anos, já marcou presença em 31 trilhas sonoras. Elencamos 10 canções inesquecíveis da cantora que fizeram parte da nossa teledramaturgia, enriquecendo a obra em questão.

1. Bem Que Se Quis, em O Salvador da Pátria (1989)

Na novela de Lauro César Muniz, exibida às 20 horas, na TV Globo, Marisa entoava os belos e sensuais versos de seu primeiro grande sucesso para a personagem Bárbara, vivida por Lúcia Veríssimo. Bárbara Souza Telles, era uma mulher atraente, rica, sofisticada e inteligente, que jogava com as pessoas. Teve um tórrido caso com o adúltero Severo Blanco (Francisco Cuoco), esposo de Gilda (Suzana Vieira), após a morte de sua amante, Marlene (Tássia Camargo). Ao final, descobre-se que ela era a chefe de uma organização ligada ao narcotráfico, que assombrava a pequena Tangará, fictícia cidade onde se passava a trama.

[do_widget id=mvp_ad_widget-5]

2. Ainda Lembro, em Deus nos Acuda (1992)

Nessa trama das sete, de Sílvio de Abreu, o tema era do sedutor e apaixonado Ricardo Bismark (Edson Celulari). Enfeitiçado pela trambiqueira Maria Escandalosa (Cláudia Raia), que ele julgava ser uma dama da alta sociedade, ao conhecê-la em cruzeiro pelo Caribe, o playboy milionário sofre quando descobre a verdade sobre a amada ao som de “Ainda Lembro”, onde Marisa Monte canta acompanhada de Ed Motta.

3. Rosa, em Fera Ferida (1993)

A composição de Pixinguinha caiu como uma luva na voz suave de Marisa, e serviu à perfeição para o bonito amor platônico da analfabeta Maria dos Remédios (Luíza Tomé) por seu professor Praxedes de Menezes (Juca de Oliveira), ambos casados, vivendo o lirismo de uma paixão silenciosa e cheia de admiração entre mestre e aluna, nesta novela das oito, de Aguinaldo Silva, livremente inspirada em obras de Lima Barreto.

4. Dança da Solidão, em Quatro por Quatro (1994)

Na novela de Carlos Lombardi, exibida às 19 horas, na Globo, o sambinha cantado com Paulinho da Viola, foi escolhido para embalar as quatro vingadoras, protagonistas da trama, Abigail (Betty Lago), Tatiana (Cristiana Oliveira), Babalu (Letícia Spiller) e Auxiliadora (Elizabeth Savalla), em seus momentos de solidão e reflexão. Uma letra linda e melancólica, que casava bem nos momentos mais tranquilos da cômica e ligeira trama de Lombardi.

5. A Sua, em Desejos de Mulher (2002)

A canção que abria a trilha desta novela das sete, de Euclydes Marinho, embalava os momentos de indecisão da protagonista Júlia (Glória Pires), dividida entre a devoção ao marido, Renato (Cássio Gabus Mendes) e a família, e a paixão pelo jornalista Chico Maia (Eduardo Moscovis). Uma das músicas mais bonitas de Marisa Monte.

6. Velha Infância, em Mulheres Apaixonadas (2003)

Com os Tribalistas, Marisa Monte era a voz que se sobressaía em dueto com Arnaldo Antunes, no hit “Velha Infância”, um fenômeno que tomou conta das rádios de todo o país ao virar tema do casal Edwiges (Carolina Dieckmann) e Cláudio (Erick Marmo), no grande sucesso de Manoel Carlos, do horário nobre da Globo. A canção simples e afetuosa caiu na boca do povo, embalou muitos romances e marcou uma geração.

7. Infinito Particular, em Pé na Jaca (2006)

A instigante letra dessa canção descrevia bem a personalidade perversa da vilã Elizabeth (Deborah Secco), nessa novela das sete, de Carlos Lombardi, sua última na TV Globo. A vilã que tinha motivos pra ser má, e para aplacar seu ódio pelo pai milionário que nunca a reconheceu, se enclausurava em um convento como noviça, ao sair, por falta de vocação, destilava toda sua raiva contida por anos, mas também tinha um forte traço de humanidade ao se reencontrar com os amigos de infância. Belo encontro entre personagem e tema.

8. Não é Proibido, em Três Irmãs (2008)

A novela das sete, de Antônio Calmon, marcada por seu fracasso retumbante, passou batida, mas a seleção de suas trilhas sonoras foi uma das melhores da década, incluindo essa deliciosa música de Marisa Monte, que servia de tema para as crianças da trama, que estavam sempre surfando e passeando pela praia. Uma canção animada, solar e cheia de doçura.

[do_widget id=mvp_ad_widget-5]

9. Mais Uma Vez, em Caras e Bocas (2009)

Tema de Dafne (Flávia Alessandra), protagonista da trama das sete, de Walcyr Carrasco, “Mais Uma Vez” embalou os encontros e desencontros do amor interrompido dela com Gabriel (Malvino Salvador), na adolescência. Música linda e inspiradora.

10. Depois, em Avenida Brasil (2012)

A música que fala do rompimento dramático de uma relação, foi o tema romântico do casal Nina (Débora Falabella) e Jorginho (Cauã Reymond), no mega sucesso de João Emanuel Carneiro, às 21 horas. Assim como a novela que explodiu em todo o país e fora também, com a trilha sonora não foi diferente, e “Depois” tocou muito nas rádios do Brasil.

Marisa Monte teve músicas incluídas também nas trilhas das novelas: O Dono do Mundo; Explode Coração; Vira-Lata; a reprise de O Meu Pé de Laranja Lima, em 1996; Pícara Sonhadora; Da Cor do Pecado (Tribalistas); Como Uma Onda (Tribalistas); Cobras & Lagartos; Páginas da Vida; Desejo Proibido; Sete Pecados; Cama de Gato; Amor Eterno Amor; Guerra dos Sexos, de 2012; Além do Horizonte; Alto Astral; Sete Vidas; Sol Nascente; A Lei do Amor; Rock Story; e A Força do Querer.